Categorias

18 de mai de 2017

Não É Uma Declaração da Moda, É Um Desejo de Morte



Por tudo o que você me fez,
E tudo o que eu farei a você,
Você tem o que qualquer um tem,
Você tem um tempo de vida!

Vamos lá!

Você se lembra do dia em que nos conhecemos
Você me disse que isto ficaria mais difícil
Bem, ficou!
Esperei por muito tempo
Me prometa que quando eu partir, você matará meus inimigos
Os danos que você infligiu, feridas temporárias
Eu estou voltando dos mortos e levarei você para casa comigo
Eu estou pegando de volta a vida que você roubou

Nós nunca chegamos tão longe
Isso me ajuda a pensar durante toda a noite
Luzes brilhantes que não vão me matar agora ou me dizer como
Só você e eu, seus olhos sem brilho remanescem

Hip hip hurra para mim, você conversa comigo, mas poderia me matar enquanto eu durmo
Deitado quieto como os mortos
Do profano ao sagrado
Poderíamos nos perder
E pintar estas paredes de vermelho tridente

Eu vingarei meu fantasma com todo o meu fôlego
Eu estou voltando dos mortos e levarei você para casa comigo
Estou pegando de volta a vida que você roubou

Este buraco no qual você me colocou
Não era fundo o suficiente
E eu estou saindo dele agora mesmo!
Você está ficando sem lugar pra se esconder de mim
Quando você morrer
Apenas saiba que eu me lembrarei de você
Se viver era a pior parte
Então um dia nós encontraremos de novo
E no fim iremos desmoronar
Assim como as folhas mudam de cores
E então eu estarei com você
Estarei lá uma última vez agora

Quando você morrer
Apenas saiba que eu me lembrarei de você

Nenhum comentário:

Postar um comentário